quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Por que alguns animais nascem machos e outros, fêmeas?

Por que alguns animais nascem machos e outros, fêmeas?No caso de bichos como os jacarés, o sexo do filhote depende da temperatura do ninho!

Um caminho para a resposta é a comparação. Muito antes de você nascer, quando ainda era um embrião, todas as suas características já estavam selecionadas: cor dos olhos, do cabelo, até mesmo, se você seria menino ou menina. Da mesma maneira, ocorre com quase todos os bichos: o sexo do filhote e diversas outras características são determinadas na fecundação, quando a célula reprodutora masculina se une à feminina. Mas, você sabe, as regras têm exceções. Com as tartarugas e os jacarés, por exemplo, a história é diferente. Quando as fêmeas desses répteis colocam seus ovos nos ninhos, o sexo dos filhotes pode ainda não estar definido. O sexo dos filhotes de tartarugas ou de jacarés pode ser determinado na fecundação, da mesma forma que acontece conosco, mas com a maioria desses animais o que define se um filhote será macho ou fêmea é a temperatura que está dentro do ninho, durante o período de desenvolvimento do filhote dentro do ovo. Com as tartarugas acontece da seguinte forma: se o grau de calor dentro do ninho for alto, os filhotes serão fêmeas e se for baixo, serão machos. Já com os jacarés acontece ao contrário: se dentro do ninho estiver quente, os filhotes serão machos, e estiver mais frio serão fêmeas. Aposto como você está pensando: “E se essa temperatura de incubação no ninho variar?” Aí, teremos filhotes machos e fêmeas dentro do mesmo ninho! E isso é o que mais acontece! Os pesquisadores não sabem exatamente como a temperatura interfere na definição do sexo desses animais, mas a resposta pode estar nos seus ancestrais. Os bichos que deram origem às tartarugas e aos jacarés eram hermafroditas, ou seja, apresentavam os dois sexos no mesmo indivíduo. Com a evolução das espécies, esses indivíduos surgiram com sexos separados – machos e fêmeas – e essa definição acontecia em função da temperatura. Milhões de anos depois, o sexo passou a ser definido no momento da fecundação, como ocorre com a maioria das espécies hoje. Mas tartarugas e jacarés parecem ter preservado essa determinação do sexo de seus filhotes por meio da temperatura. Assim, o local que esses animais escolhem para fazer seus ninhos pode definir se seus filhotes serão machos ou fêmeas. As tartarugas, por exemplo, cavam buracos para fazer seus ninhos, ajeitam o local e enterram os ovos para ali se desenvolverem. Já os jacarés podem cavar buracos e enterrar os ovos, ou os colocar e cobrir o lugar com galhos e folhas. Essas atitudes e as variações do clima podem interferir na temperatura, determinando o sexo dos pequenos répteis. Então, pense bem: lugares sombreados e lugares ensolarados, macho ou fêmea? Depende se é tartaruga ou jacaré, né?


Érica Cristina Padovani Haller Laboratório de Ecologia Animal, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário